kronO primeiro Deus dos Andes Sul-americanos

KON, que segundo os cronistas espanhóis do século XVI, os índios do império inca temiam e adoravam. KON foi o deus que criou todas as coisas, a terra toda e os seres humanos. Ele era bondoso com as pessoas. Os antigos índios falavam que ele era de cor azul, que não tinha ossos nem pele, mas que tinha forma humana e levitava sobre a terra, daí seu nome popular de “Deus Voador”. Muitas civilizações andinas representaram o deus em mantos, cerâmicas, murais, vasilhas e pintura corporal pelo que se achou nas tumbas arqueológicas. Culturas tais como Nazca e Paracas na costa sul do Peru foram as principais que renderam culto ao deus azul.

No mural, estão representados todos os materiais principais usados nas culturas que adoravam ao deus, Penas vermelhas que significam poder, o dourado dos enfeites representa o ouro, que era um metal importante por se parecer com as lagrimas do sol, o azul é a cor própria do deus. Na coroa dele tem representado um beija-flor, ave que simbolizava a fecundidade por esta ave ser uma transportadora de vida. Embaixo o deserto de cobre representando as Pampas de Nazca (deserto localizado na cidade de Nazca) com as famosas linhas do mesmo nome.